Paróquia de São João Paulo II e Nossa Senhora de Fátima celebra 1 ano de criação

Mais de 8.200 quilômetros separam Campina Grande (PB) de Wadowice, cidade da Polônia, onde há exatos 100 anos nasceu Karol Józef Wojtyla ou São João Paulo II. Embora geograficamente distantes, os dois municípios estão unidos e em festa, pois a diocese paraibana celebra nesta segunda (18) o primeiro ano de criação da paróquia, a única dedicada ao pontífice no território da CNBB Nordeste 2.

A paróquia de São João Paulo II foi erigida pelo Bispo Diocesano, Dom Dulcênio Fontes de Matos, e  surgiu da necessidade de oferecer atendimento social e espiritual a cerca de 20 mil pessoas que vivem no Conjunto Habitacional Aluízio Campos, no bairro do Ligeiro. A organização pastoral e a construção da igreja matriz ocorreram concomitantemente com as obras dos imóveis, de modo que quando eles foram inaugurados, em novembro do ano passado, a Igreja como comunidade e a matriz já existiam. A primeira Missa realizada no território da paróquia foi celebrada no Natal de 2019.

“São João Paulo II pode ser considerado ao mesmo tempo o santo da família, dos jovens, das missões e da comunicação. Ele tem tudo a ver com este momento que o mundo vive, e também com a nossa realidade local, por isso foi escolhido padroeiro pela comunidade”, explica o pároco, padre Rodolfo Lucena.

Para esta semana de comemorações em virtude do centenário de nascimento do santo e do aniversário de um ano da paróquia estava prevista a festa de instalação com a celebração da primeira missa na igreja matriz. A pandemia do novo coronavírus, no entanto, impediu a abertura oficial do templo que também é dedicado à Nossa Senhora de Fátima, da qual João Paulo II era devoto.

A suspensão da celebração solene, contudo, não desanimou o pároco da Paróquia São João Paulo II e Nossa Senhora de Fátima. Padre Rodolfo, ao contrário, diz que há muito o que comemorar e orienta os fiéis a viverem esses aniversários em casa junto com a família.

“É uma Igreja que vem crescendo muito a cada dia em relação a participação dos fiéis. Mesmo com as celebrações virtuais vemos o engajamento, que ocorre inclusive na área social. Neste período de isolamento, por exemplo, conseguimos arrecadar e distribuir mais de 700 cestas básicas”, conta o sacerdote.

Ainda na dimensão da assistência aos mais vulneráveis, o presbítero revela que está em fase de conclusão a criação da Associação Caritativa Irmã Dulce (ACID), que será a mantenedora das ações sociais da paróquia.

No âmbito espiritual, além das celebrações da Santa Missa com transmissão via Youtube, padre Rodolfo também trabalha a formação dos fiéis a partir das encíclicas, cartas, mensagens e demais escritos que João Paulo II deixou como legado do seu pontificado (1978-2005).

“A imagem de São João Paulo II é muito familiar, todos o conhecem pois foi o papa mais fotografado da história. Isso também ajuda bastante na devoção ao santo e na evangelização”, afirma.

Fonte: CNBB

 

 

 

Confira algumas fotografias da história da paróquia

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This