Vigário Geral disponibiliza roteiro para a preparação da Páscoa do Senhor

PREPARANDO
A PÁSCOA DO SENHOR

 

Um roteiro passo a passo para você receber a Indulgência Plenária, inspirado na Homilia do Papa Francisco por ocasião da benção Urbi et Orbi, ocorrida sexta-feira, 27 de março, Praça de São Pedro.

“No meio deste isolamento que nos faz padecer a limitação de afetos e encontros e experimentar a falta de tantas coisas, ouçamos mais uma vez o anúncio que nos salva: Ele ressuscitou e vive do nosso lado”. (Papa Francisco)

I – EXAME DE CONSCIÊNCIA

1 – “Não te importa que pereçamos?”, dizem os discípulos quando sentem o barco afundar nas ondas do mar agitado. Os discípulos pensam que Jesus tenha se desinteressado do cuidado deles.
– Na minha casa e família, no barco da minha vida; em quais situações concretas não me importei com os meus nas horas de suas crises e tempestades?

2 – A tempestade desmascara a nossa vulnerabilidade e deixa a descoberto as falsas e supérfluas seguranças em que construímos os nossos programas de vida.
– Quais as seguranças que sustentam o meu programa de vida? O dinheiro? O status? A busca pelo prestígio?

3 – Caiu a maquilhagem dos estereótipos com que mascaramos o nosso “eu”, sempre preocupado com a própria imagem.
– Que atitudes minhas são egoístas e soberbas?
– Quando permiti que a falsidade, a dissimulação e a mentira fossem praticadas com a minha aprovação?
– Quando e como ignorei a importância dos meus irmãos?

4 – A avidez de lucro, deixou-nos absorvidos pelas coisas e transtornados pela pressa.
– O que tem mais valor em minha vida: as coisas ou as pessoas?
– Tenho estado apegado aos bens materiais e feito deles a única razão para viver?
– Quais são as prioridades que ocupam o meu tempo?

5 – Não nos detivemos perante os teus apelos, não despertamos face a guerras e injustiças planetárias.
– Quais são as guerras e os conflitos interpessoais que insisto em alimentar?
– Que interesses, preconceitos e julgamentos venho utilizando para hostilizar a dignidade dos outros?

6 – Não ouvimos o grito dos pobres e do nosso planeta gravemente enfermo. Avançamos destemidos, pensando que continuaríamos sempre saudáveis num mundo doente.
– Tenho feito a caridade com os pobres?
– O sofrimento dos que estão abandonados incomoda a minha consciência cristã?
– Escuto com verdadeira atenção o clamor dos infelizes da terra?

7 – Aproveitar este tempo de prova como um tempo de decisão. Tempo de decidir o que conta e o que passa, de separar o que é necessário daquilo que não o é. Tempo de reajustar a rota da vida rumo ao Senhor, e aos outros.
– Quais são os valores humanos e espirituais que estão na rota da minha vida?
– Tenho cuidado da oração diária, a Santa Missa dominical, da meditação da Palavra de Deus nas diversas circunstâncias da minha vida?
– Esforço-me para construir relações mais justas e fraternas no meu ambiente trabalho?

8 – Olhar as pessoas comuns (habitualmente esquecidas)companheiros de nossa viagem, que não aparecem nas manchetes das revistas, nem nas passarelas do último espetáculo: médicos, enfermeiros, atendentes do supermercado, servidores da limpeza, curadores, transportadores, policiais, voluntários, sacerdotes e religiosos.
– Como tenho olhado as pessoas que dão a vida através dos seus ofícios para o bem de toda a sociedade humana?
– Sou grato pelo serviço que prestam?
– Tenho generosidade em apoiar e reconhecer as suas tarefas?

9 – Reconhecer as pessoas que exercitam a paciência e infundem esperança, não semeando o pânico, mas a corresponsabilidade: pais, mães, avôs, avós e professores. Elas mostram como enfrentar uma crise, readptar hábitos e levantar o olhar, estimulando a oração.
– Reconheço e acolho com humildade a palavra e o conselho das pessoas mais sábias e experientes?
– Os idosos da minha família, são respeitados e valorizados?

10 – Abrir espaços para permitir novas formas de hospitalidade e fraternidade.
– Como estou acolhendo aqueles (as) que Deus enviou para percorrer comigo as estradas da vida e da missão?
– Que gestos tenho de proximidade e de amor para com eles (as)?

II – PASSOS PARA O SEU
EXERCÍCIO ESPIRITUAL

1 – Reze silenciosamente com o auxílio da Bíblia, meditando a citação de Marcos 4,35-41

2 – Para receber o fruto da Indulgência Plenária, reze o Credo, Pai-Nosso e Ave-Maria pelas intenções do Santo Padre Francisco e pelas vítimas da epidemia no mundo, durante esta 5ª Semana da Quaresma.

3 – Outros atos de piedade podem ser acrescentados à sua oração: o Rosário, a Via Sacra.

4 – Logo que for oportuno neste ano, busque o sacerdote para o Sacramento da Penitência (Confissão) e a Sagrada Comunhão.

 

Pe. Luciano Guedes do Nascimento Silva
Vigário Geral e Pároco da Catedral

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This