V Domingo do Tempo Comum: “A existência do homem só tem sentido em Deus”, diz Dom Dulcênio

Neste V Domingo do Tempo Comum, a Igreja apresenta, em sua liturgia da Palavra, textos que apontam para a importância do anúncio do Evangelho, ciente dessa importância, o Bispo Diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, refletiu na Santa Missa do Lar, na manhã deste domingo (07), na Catedral Diocesana, que Jesus é o sentido da vivência humana.

Além da presença dos seminaristas que ajudaram ao Bispo, a Missa reuniu os fiéis no templo e a distância, uma vez que a missa foi transmitida pelas redes sociais e pela rádio Caturité. Na reflexão dominical trazida por Dom Dulcênio, uma pergunta chave: “Qual o sentido da nossa existência neste mundo?”.

A liturgia deste domingo proporciona a refletir sobre a caminhada do homem, sua condição finita, mas também a sua eternidade. Por essa razão, o Bispo começou indagando acerca do sentido da vida e explicou, no decorrer de sua pregação, que a “nossa vida nesse mundo não é um acaso, a existência do homem só tem sentido em Deus, e a nossa vida é uma ocasião de resposta a um plano de amor ardente que nos envolve totalmente da parte de Deus”.

A primeira leitura do livro de Jó, o autor bíblico questiona: “Não é acaso uma luta a vida do homem sobre a terra?” Dando a entender que a vida é enfadonha, porém, o Bispo ensinou que a vida é um dom precioso, ainda que passe por momentos difíceis, como é o sofrimento, que é uma realidade humana, a vida é um verdadeiro dom.

“É com este pensamento que o sofrimento pelo qual passamos ganha sentido. O sofrimento é ocasião de serviço. No evangelho, a sogra de Pedro é curada e põe-se a servir. São Paulo também não fugiu do sofrimento. Nós também podemos fazer da cruz do nosso sofrimento uma bandeja de serviço, quando fazemos dele uma cátedra de ensinamento”, exortou.

Encerrando a sua pregação, Dom Dulcênio pediu à comunidade que cada vez mais procurassem Jesus por meio da Igreja, Ele que se faz presente por meio dos Sacramentos: “Também nós para centrarmos o sentido do nosso existir na única realidade que vale a pena, o procuremos, e o façamos tenaz e incansavelmente. Procure Jesus hoje, mais do que você procurou ontem e amanhã mais do que você procura hoje”.

Por: Ascom | Correção: Pedro Freitas
Fotos: Print da Transmissão feita por Vinicius – Pascom Catedral.

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This