Semana Missionária 2020 – Missão e Vida Pastoral

Na série de entrevistas organizada pelo COMISE-CG, foram apresentadas as dimensões formativas do Seminário como contribuintes ao espírito missionário na vivência do carisma sacerdotal diocesano. Hoje é apresentado a dimensão pastoral, que é a mais comumente associada ao aspecto missionário da formação. Quem aborda o tema na entrevista é o seminarista da Diocese de Campina Grande, Joseque Moysés.

DESENVOLVER A SENSIBILIDADE À REALIDADE

Joseque aponta a dimensão pastoral como determinante ao espírito missionário, pois ela suscita no Seminarista a capacidade de desenvolvimento da sensibilidade à realidade vivida pelo povo de Deus em suas comunidades. Segundo o Seminarista, a missão já é trabalhada de maneira teórica no Curso de Teologia oferecido pela Casa de Formação e apresentada enquanto disciplina. Contudo, “quando a gente vai para a prática – seja por meio das pastorais que nós estamos nos finais de semana, seja por meio das comissões que nós participamos – nós vamos perceber que precisamos ter também uma empatia (…), precisamos aprender a ler as circunstâncias que o povo de Deus está inserido.

A PASTORAL É TRANSFORMADORA

Seguindo a entrevista, o Seminarista enaltece a ação da dimensão pastoral, mostrando que ela torna perceptível àqueles que a exercem, ficando nas entrelinhas do que, a princípio, não se enxerga. Joseque relata, de forma sincera, que seus momentos mais marcantes foram vividos dentro da dimensão pastoral, afinal, ela permite ao Seminarista que ele a perpasse, se insira ou transforme-a, de modo a ressignificar. Para ele, “essa dimensão pastoral é indispensável para formação porque ela vai ensinar o Seminarista a sair daquilo que é lido nos livros e entrar na realidade mais palpável e concreta possível. (…) A pastoral é transformadora”.

O ENTREVISTADO

Joseque Moysés Barbosa Vilela Borges é seminarista da Diocese de Campina Grande, natural da cidade de Boqueirão-PB. Começou seu processo de discernimento no Seminário São Maria Vianney em 2013. Hoje, aos 29 anos, está encerrando o Curso de Teologia e já fora instituído pelo senhor Bispo Dom Dulcênio nos ministérios de Leitorado e Acolitato, conforme recomenda as Diretrizes para a Formação dos Presbíteros na Igreja do Brasil.

Informações: COMISE

Confira a entrevista:

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This