Realizada a 24ª edição do Grito dos/as Excluídos/as

Na manhã desta sexta-feira, 07 de setembro foi realizada a 24ª edição do Grito dos/as Excluídos/as, que teve como tema e lema: Vida em Primeiro Lugar. “DESIGUALDADE GERA VIOLÊNCIA: BASTA DE PRIVILÉGIO”.

O momento contou com a participação das diversas Pastorais Sociais, Pastoral da Juventude Rural (PJR), Movimentos, membros de Congregações Religiosas, Diácono e Padres.

Para Vanúbia Martins, membro da Comissão Pastoral da Terra, a importância do Grito dos Excluídos para a sociedade é fazer com que a Igreja e as comunidades reflitam que ser pobre não é por que Deus quis, mas é por conta de uma sociedade que constrói desigualdades.

O Padre José Benedito, Pároco da Paróquia da Imaculada Conceição do Bairro do Ligeiro comentou sobre a importância desse momento para os cristãos. “O Grito dos Excluídos é oportuno para se refletirmos sobre a libertação do povo que não tem uma vida digna, nós que somos cristãos não podemos ficar calados diante das injustiças, devemos gritar como João Batista, como os profetas que denunciavam as injustiças e davam esperanças para o povo no qual Jesus deu a vida. Queremos nesse dia dizer não a tantas desigualdades e tantas opressões”.

Os grupos participantes falaram também sobre as diversas formas de violências sofridas e suas estatísticas, tais como: para com as mulheres, a exploração sexual e o tráfico de crianças e adolescentes, contra a pessoa idosa, contra o aborto, como também questões relacionadas ao alto índice de desemprego e suas consequências.

Na celebração aconteceram momentos de mística, reflexões, testemunhos e recordação da vida.

Fotos: Andrea Brito e Carla Santos – PASCOM Diocesana

 

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This