Nesta reta final a Coleta do Bem, gesto concreto da campanha É Tempo de Cuidar da Evangelização, ganhou o reforço  do bispo de Garanhuns (PE) e presidente do Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB NE2), dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa.

O ponto alto da Coleta do Bem será no próximo fim de semana, nos dias 21 e 22 de novembro, data em que a Igreja celebra a solenidade de Cristo Rei. Em sua mensagem, dom Paulo Jackson refletiu sobre a generosidade de Cristo, lema bíblico da campanha, e a participação dos cristãos, pela graça do Batismo, na obra da evangelização.

“Pelo Batismo somos enxertados e vinculados em Cristo e, por isto mesmo, nós também somos generosos”, reforçou.

O bispo destacou o tema desta campanha que afirma que a Igreja no Brasil é uma comunidade que cuida da vida, cuida do anúncio da Palavra e cuida dos pobres. “Participe da Coleta do Bem, em sua comunidade e paróquia. Doe com generosidade em favor da vida e das ações da Igreja católica espalhadas pelo Brasil”, disse.

Três formas de doação à Igreja

Os cristãos católicos poderão doar de três maneiras para a Coleta do Bem. Em suas comunidades e paróquias nas celebrações do fim de semana no qual a Igreja celebra a solenidade de Cristo Rei, nos dias 21 e 22 de novembro.

Poderão também fazer a sua oferta e contribuir com a obra de evangelização e apoiar os projetos solidários da Igreja no Brasil por meio da doação no site doe.cnbb.org.br, especialmente criado para a campanha.

Caso achem mais simples, os fiéis também poderão fazer a sua oferta por meio de depósito bancário: Banco Bradesco – Agência nº 0484-7 – Conta Corrente nº 4188-2, favorecido Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNPJ 33.685.686/0001-50.

As doações são investidas em apoio a projetos de desenvolvimento comunitário, de geração de renda, superação da vulnerabilidade e também na sustentação da obra de Evangelização da Igreja no Brasil inteiro, incluindo seus projetos missionários em outros países. Conheça parte dos 238 projetos apoiados só em 2019 no terceiro vídeo da campanha.

Conheça o depoimento do presidente do regional Nordeste 2 da CNBB

Fonte: CNBB