“O Cordeiro de Deus deseja tirar-nos da escuridão do mal” Ensina Dom Dulcênio, na Festa de São Sebastião

Com passagens pelo Cariri, Curimataú e Brejo, celebrando nas festas de São Sebastião, o Bispo Diocesano, Dom Dulcênio Fontes de Matos desta vez, esteve na Paróquia São João Maria Vianney e São Sebastião, no bairro do Alto Branco em Campina Grande, onde presidiu Missa na igreja Matriz.

Acolhido pelos padres da Paróquia, o Padre Leandro Márcio e o Padre Adauto de Maria, a comunidade de São Sebastião reunida em bom número de fiéis, estando em preparação à festa de seu Padroeiro refletiu a partir de Dom Dulcênio, sobre o Cordeiro de Deus.

Reflexão essa, pautada na Liturgia deste segundo domingo do Tempo Comum, em que os textos sagrados apresentam Nosso Senhor Jesus com uma dupla designação: Cordeiro e Luz. Em cima desta verdade, Dom Dulcênio desenvolveu sua homilia.

Ao citar o Frei Luís de Granada, um Teólogo espanhol, que buscou explicar em seus ensinamentos o significado da palavra Cordeiro, Dom Dulcênio trazia como referência à homilia: “[…] a palavra Cordeiro, referida a Cristo,  significa três coisas: mansidão de condição, pureza e inocência de vida, satisfação de sacrifício e oferenda.” Destacava o Bispo.

Ao prosseguir com sua reflexão, Dom Dulcênio falou sobre o Rito da Santa Missa, onde Cristo Sacramentado por meio da Liturgia direciona-se aos féis como numa espécie de bem-aventurança: ‘Felizes os convidados para a ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo’;

E o Bispo explicava: “Sim, somos felizes se nos deixamos abrir ao acolhimento do Cristo, Cordeiro Manso, Puro e Sacrificado, em nossos corações, em nossas vidas. E o Servo do Senhor por excelência, o próprio Jesus, imolado e recebido na comunhão, será a nossa luz. Iluminados por Ele entramos e permanecemos no mistério de Sua Salvação”. Ensinou o Pastor Diocesano.

Ainda de acordo com a catequese ensinada pelo bispo, este Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, ilumina a todos, pois o seu desejo é tirar a humanidade das trevas: “O Cordeiro de Deus deseja tirar-nos da escuridão do mal. Esta referência ao “pecado do mundo” diz respeito ao pecado original – que em Adão afetou toda a humanidade -, e aos pessoais de todos os homens de todos os tempos, porque no Cordeiro de Deus está a nossa esperança de salvação”. Concluiu o Senhor Bispo.

Acerca de São de Sebastião, cuja festa será celebrada celebra neste dia 20, Dom Dulcênio fez referência à grande virtude desse homem, Ser fiel até o último instante de sua vida: “Ele, São Sebastião encontrou-se com o Cordeiro e por este motivo foi alguém que também deu testemunho do Cristo Ressuscitado. Ele nos ensina a viver com coragem sempre nova, confiando na construção desse mundo novo que é viver como pessoas consagradas a Deus num mundo de irmãos”. Referenciou.

A festa de São Sebastião, no bairro do alto branco segue até está segunda (20), dia em que a Igreja no mundo inteiro festeja o grande mártir da Igreja de Cristo. Na referida paróquia, acontece procissão saindo do Seminário a partir das 19h e às 19h30, realizar-se-á a Santa Missa na Matriz de São Sebastião.

Por: Ascom
Fotos: Pascom Seminário

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This