No segundo dia de Visita Pastoral, Bispo vai aos enfermos e se reúne com a Comunidade N. Sra das Dores

Atualizado em 05/06/24 às 23:5517 minutos de leitura103 views


No segundo dia da Visita Pastoral Canônica à Paróquia de Jesus Libertador, localizada no bairro das Malvinas, em Campina Grande, o Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes de Matos, acompanhado pelo Pároco Padre Phérikllys, o diácono Walter e alguns Ministros Extraordinários da Comunhão, vivenciou uma manhã intensa de visitas aos idosos e enfermos assistidos pela comunidade paroquial.

Ao todo 10 casas foram visitadas na área abrangente das comunidades de Santo Antônio, no Conjunto Chico Mendes; Nossa Senhora das Dores, nos conjuntos do Alameda e Sonho Meu; e a comunidade de Santo Expedito, no conjunto Grande Campina. Providencialmente, em uma das casas visitadas, a Senhora Maria das Graças, estava completando ano e segundo a família, o maior presente foi receber a visita do Bispo Diocesano.

A visita aos enfermos é um momento significativo nas Visitas Pastorais, pois é repleta de emoção e bênçãos de Deus. Em nome do Senhor Jesus, o bispo abençoa os idosos, ministra a Unção dos Enfermos, realiza confissões e distribui a Sagrada Comunhão, oferecendo-lhes apoio espiritual e conforto. Nesta ocasião, duas áreas da paróquia foram visitadas pelo bispo e, ao todo, 10 residências abriram suas portas para recebê-lo.

À tarde, Dom Dulcênio visitou a Comunidade de Nossa Senhora das Dores, onde foi calorosamente acolhido pelos fiéis. Na comunidade, ele se reuniu com os animadores e conheceu a realidade pastoral da capela e toda a sua estrutura. Além de orientar os leigos, o prelado também ouviu a história da comunidade e os desafios da evangelização naquela região do bairro das Malvinas.

 O bispo demonstrou interesse no trabalho da catequese e incentivou um esforço maior no trabalho com as famílias e os jovens, pedindo aos grupos união e que vivam a missão, saindo do templo para evangelizar às periferias existenciais.

Ainda na mesma região, o Bispo dirigiu-se à Comunidade Ventre de Maria, compreendida dentro do nicho das Novas Comunidades Católicas. Dom Dulcênio conheceu a sede, toda a estrutura, parabenizou pelos esforços e orientou o fundador a sempre caminhar em sintonia com o pároco e com a Diocese.

À noite, na mesma Comunidade de Nossa Senhora das Dores, Dom Dulcênio presidiu a Santa Missa, encerrando assim um dia repleto de atividades e bênçãos para a comunidade paroquial.

Em sua homilia, o Pastor diocesano lembrou aos fiéis o sentido da fé católica, que é o grande mistério da Paixão, morte e ressurreição de Cristo, “se Jesus não tivesse ressuscitado, vã seria nossa fé. Não teria sentido estar aqui celebrando, porque estaríamos celebrando um Deus morto”, afirmou o bispo.

A partir do Evangelho de Marcos 12, 18-27, falou sobre a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, verdade de fé que dá sentido à caminhada da igreja; conforme pregou, é este mesmo Jesus, vivo e ressuscitado que conduz a igreja no decorrer dos séculos; o bispo pregou que Cristo está vivo, está entre nós, caminha junto à igreja e continua realizando a sua obra de salvação.

O bispo ainda afirmou que todos nós podemos ressuscitar desde que trabalhemos para não sermos condenados por nossas próprias atitudes neste mundo, “Deus é tão bom que nos criou com a liberdade de escolher entre o bem e o mal [...] Diante de ti, ponho a vida e a morte, somos nós, na liberdade dada por Deus que escolhemos se queremos a vida ou a morte”. Afirmou o bispo.

Programação para a quinta-feira 06/06

- 9h: Visita aos enfermos
- Livro de tombo, livro de atas do Conselho Paroquial.
- 15h: Encontro com a Comunidade Santo Expedito
- 19h: Santa Missa na Capela de Santo Expedito

Por: Ascom, com apoio da Pascom Paroquial
Fotos: Rafael Augusto, com Pascom Paroquial

Imagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notícia

Imagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notícia

Imagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notícia

Imagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notícia

Comentários (0)