Jubileu dos 75 anos: Noite Cultural no Teatro Severino Cabral

Atualizado em 23/05/23 às 00:009 minutos de leitura407 views


Um evento histórico está sendo realizado pela Diocese de Campina Grande, na programação festiva do jubileu diamantino: o Festival de Cultura Católica, que ocorre entre esta segunda (22) e amanhã terça-feira (23). Na primeira noite um verdadeiro espetáculo foi realizado no palco do Teatro Severino Cabral.

O bispo Diocesano, Dom Dulcênio esteve presente e discursou na abertura do festival destacando a beleza da arte, as manifestações religiosas e culturais como louvor à glória de Deus guiando os pensamentos dos fiéis e agindo sobre os seus sentidos.

O bispo contextualizou a sua fala, ao dizer que a Igreja foi um agente indispensável na construção da Civilização Ocidental: “A Igreja sempre foi uma compositora de memórias. E a cultura é memorial! Memorial que se atualiza, que se refaz a cada instante na história”, aludiu.

Também disse que no período do seu pastoreio à frente da diocese, a cada visitação às paróquias e cidades, descobre que a Paraíba é um berço de bonitas manifestações de fé. É o catolicismo moreno, da devoção popular e fiel do povo de Deus desse nordeste, como pontuou.

Ao citar o cariri, ilustrou a sua fala lembrando a da Festa de Nossa Senhora dos Milagres, em São João do Cariri, dizendo ser algo esplendoroso e continuou: “Do Pastoril de Zabelê e São Sebastião do Umbuzeiro; do Reisado e da renda renascença do Tigre. Vale a pena conferir. Assim como em outras cidades, a religiosidade e a arte mexem com a consciência popular”.

“Pois bem, o soar de um pífano, de uma gaita; o barulho seco de um bumbo; e “o arrastado de chinelas” vibram nossos tímpanos. E quando acompanhados de nossos foles nos acordeons, muito mais! Essa é nossa cultura! A cultura “canta, fala, grita”. Cultura é isto: expressar-se! E não nego: A CULTURA EDUCA!”.

Apresentações artísticas.

O primeiro grupo a se apresentar foi Sons do Silêncio da cidade de Cabaceiras trazendo em seu repertório musical um atípico e curioso arranjo, baseado em estudos sobre a cultura indígena americana, cultura asteca e andina. O grupo se destacou pela singularidade, criatividade ao unir elementos de diferentes culturas em sua arte.

Adiante, um Auto contou a história da diocese em cerca de 40 minutos, o grupo Tropeiros da Borborema, responsável por preservar a cultura regional a partir da arte da dança, juntamente com o grupo EJD, Encontro Jovem Damas, formado por alunos e ex-alunos do Colégio Imaculada Conceição, sob a direção do Professor Edgley Cassiano (Damas e Lourdinas), apresentou de forma criativa, com encenação, dança, poesia e repente a história diocesana.

Criado por Francisco Alexandre da Silva, os grupos trouxeram de forma criativa um pouco da história, jovens encenaram os 8 bispos, desde Dom Anselmo, até o prelado atual, Dom Dulcênio, apresentando os lemas episcopais em forma de poesia, sendo intercalado com danças e músicas. 

Concluindo a primeira noite, a Filarmônica de Cabaceiras, deu um show à parte, trazendo consigo a riqueza da cultura musical preservando as tradições locais, mantendo viva a herança musical do nordeste brasileiro. A Filarmônica interpretou músicas de diversos gêneros, desde o clássico até o popular, sempre com maestria e entusiasmo. A primeira noite chegou ao fim com os agradecimentos do Padre Josandro e a benção do Bispo Dom Dulcênio.

O evento prossegue nesta terça-feira, 23, com uma mesa redonda com o tema: “Arte e Religiosidade no Cariri Paraibano”. A mesa será composta pelo Prof. Dr. Welligton G. Medeiros, do curso de Design da UFCG e o Pe. Jan Joris Rietveld, da Diocese de Campina Grande, mediada pelo Prof. Dr. Huerto Luna.

Exposição de arte sacra

Também é possível conferir logo no hall de entrada do teatro, uma exposição de arte sacra do artista Joab Rocha. Os quadros retratam a história da salvação do gênero humano, desde à criação no jardim do Edén, até a encarnação de Jesus Cristo

Por: Ascom
Fotos: João Neto e Matheus Borges.

 

Imagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notíciaImagem da notícia


Comentários (0)