“Não podemos perder de vista a Eucaristia”. Dom Dulcênio, no 3ª Domingo da Páscoa

Neste terceiro Domingo da Páscoa (26) na Catedral Diocesana de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, presidiu a Santa Missa, assistido pelo Diácono Ricardo Soares, e acompanhando pelos Seminaristas João Igor e Victor Souza, Missa que foi transmitida pela Rádio Caturité e as redes sociais.

Na homilia, o Bispo de Campina Grande explicou o Evangelho do dia que se encontra em Lucas 24, e narra o episódio dos Discípulos que caminhavam rumo ao povoado de Emaús. Ao atualizar a mensagem evangélica dos Discípulos de Emaús, o Bispo destacou que Cristo caminha junto ao seu povo e permanece junto a eles na Eucaristia.

Ao explicar de modo mais aprofundado o evangelho, Dom Dulcênio, apresentou pistas teológicas para um melhor entendimento do texto:  “Jesus tinha sumido… Mas, sem que os discípulos o reconhecessem, estava caminhando com eles. Explicava-lhes as Escrituras; mostrava-lhes as passagens do Antigo testamento que falavam dele”. Apontou.

Adiante Dom Dulcênio clareando o entendimento do texto ensinou sobre a importância da crença na ressurreição e nos ensinamentos da Igreja: “Crer na ressurreição de Cristo é absolutamente necessário para a salvação. Acreditar na Ressurreição requer que saibamos ler as Escrituras, segundo o magistério da Igreja, e não sair por aí se dizendo conhecedor da Bíblia, pregando-a e interpretando-a a seu modo e interesse. Jesus explicava para os discípulos todas as passagens da Escritura que falavam a respeito dele. Jesus é, de fato, como dizia Santo Agostinho, a chave da Escritura”. Enfatizou.

Falou ainda do maior tesouro da fé católica, o Pão Eucarístico: “Irmãos, não podemos perder de vista que a Eucaristia nos dá a vida sobrenatural, que tem seu fundamento na fé. No dom do Pão Eucarístico se expressa a sua própria entrega! A Eucaristia nos conforta, assim como os discípulos ficaram confortados e, em Jerusalém, se confortavam comunicando mutuamente que Jesus ressuscitou”. Disse.

Ao final da Santa Missa, Dom Dulcênio fez menção ao primeiro aniversário de Ordenação Diaconal dos 14 Diáconos Permanentes que foram ordenados por suas mãos há um ano, e nessa lembrança, agradeceu ao serviço e dedicação prestados à Igreja, dessa forma parabenizou a comunidade diaconal na pessoa do Diácono Ricardo, que exerce seu ministério na Catedral.

Por: Ascom
Fotos: Rafael Augusto

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This