Na Festa litúrgica da Sagrada Família, Bispo falou sobre o amor familiar

“Quando festejamos os santos – e não seria diferente com a Sagrada Família – não somente os homenageamos, mas fazemos propósito de, contemplando os seus exemplos, também aprendemos a imitá-los, como famílias cristãs, como igrejas domésticas, sermos unidos, ligados no amor”, referenciou Dom Dulcênio Fontes de Matos, Bispo Diocesano de Campina Grande, na Festa da Sagrada Família.

Dom Dulcênio esteve celebrando Missa e, na ocasião, aproveitou para crismar jovens e adultos na Paróquia da Sagrada Família, na manhã deste domingo (27), dia em que a Igreja celebra a Sagrada Família de Nazaré. A Missa foi concelebrada pelo Administrador Paroquial, o Padre Francisco Tomaz, assistida pelo Diácono Cazuza, contando com o apoio dos Seminaristas Diocesanos que estavam acompanhando o Bispo.

Para este domingo festivo, o Bispo reservou uma reflexão para falar sobre o amor familiar a partir do modelo perfeito da Sagrada Família: Jesus, Maria e José; o amor que nutriu Maria e José não era simplesmente amor humano, mas o próprio Deus.

“Assim como a vida da Sagrada Família orbitava em torno do Filho encarnado Jesus, o filho de Maria e José, Deus deverá ser o centro das nossas relações familiares. Caso contrário, a família humana cairá no desgaste do que é efêmero, limitado, porque, mesmo falando de amor, se este não for Deus, a família ruirá, porque será semelhante a um homem insensato, que construiu sua casa na areia”, comentou.

Além disso, Dom Dulcênio recordou que o amor de Deus não é algo mirabolante, afinal, Deus se faz ordinário a partir dos membros da família com atitudes de caridade e de servidão ao próximo: “O amor divino não é uma realidade desencarnada, caber-nos-á traduzir o evento Deus, que une as nossas famílias e as fundamenta para a realidade de cada lar. Cristo quer se fazer presente nas nossas famílias a partir da atitude de cada membro”.

Ao concluir, o Pastor Diocesano de Campina Grande lembrou que no amor está a santificação das famílias: “O amor-Deus nunca faltará, principalmente, quando a família for interpelada à fidelidade em meio às dificuldades. No amor está a nossa santificação, é por ele que chegaremos um dia às alegrias da eterna casa de Deus”.

Dom Dulcênio retorna a Paróquia da Sagrada Família ainda esta semana, no dia 30 de dezembro, para celebrar alusivamente à Padroeira.

Por: Ascom | Correção textual: Pedro Freitas
Fotos: Alexandre Marques – Pascom da Sagrada Família

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This