Missa de corpo presente de Antônio Lucena, é celebrada por Vigário Geral e vários padres, em Campina Grande

Foi celebrada no último sábado (21) , a Missa de Corpo Presente de Antônio Lucena, Fundador da Comunidade de São Pio X, em Campina Grande. Presidida pelo Vigário Geral Diocesano, Pe. Luciano Guedes, e concelebrada pelos padres Carlinhos, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Aroeiras, Pe. Ednaldo Gomes, da Paróquia São José, de Camalaú e Pe. Francisco de Assis Tomaz, da Paróquia Sagrada Família, a missa contou com amigos, familiares e membros da Comunidade de São Pio X, e se deu na sede da Comunidade.

Antônio Lucena tinha 92 anos e faleceu na sexta-feira, 21 de dezembro, em decorrência de problemas do trato urinário. Antônio Lucena foi jurista, reitor da FURNE, a atual UEPB, onde foi responsável pela criação de cursos como Direito, Odontologia e Administração. Foi Secretário Estadual de Justiça, Secretário Municipal de Administração e professor universitário. Também presidiu o Campinense Clube.

Antônio Lucena ainda foi pioneiro do movimento da Renovação Carismática Católica (RCC) no Estado da Paraíba e Fundador da Comunidade de São Pio X. Foi evangelizador e pregador de grande notoriedade em Campina Grande e região, tendo sido, ainda, o idealizador do CRESCER, o Encontro da Família Católica, um dos maiores da Paraíba, realizado no período de carnaval em Campina Grande.

De acordo com Padre Carlinhos, de Aroeiras, todos que hoje estão ligados à Renovação Carismática em Campina Grande, apontam uma contribuição de Antônio Lucena em suas vidas. “Antônio Lucena foi quem trouxe a Renovação Carismática para Campina Grande, ele fundou vários grupos de oração aqui, ensinou o gosto pela oração e pela leitura da bíblia, que até então não sabíamos fazer. Ele incentivou várias pessoas a saírem da timidez e começarem a pregar. Também trazia para campina padres e pregadores de renome nacional e internacional e assim, com essas ações, Antônio Lucena começou a lotar as igrejas católicas de campina, contribuindo muito para o crescimento espiritual da comunidade católica e campinense”, afirmou.

Para o Padre Ednaldo Gomes, da Paróquia São José, de Camalaú, Antônio Lucena testemunhou a fé e a fidelidade a Jesus. “Mesmo diante dos desafios e provações, ele nos ensinou que Deus é fiel, porque mesmo diante das dificuldades, perseguições e até mesmo da enfermidade, ele nos provou que é preciso permanecermos fiéis diante do Senhor e, ao mesmo tempo, acreditar nas promessas do Senhor, pois muitos imaginam que Deus, nestes momentos, nos abandona, mas é justamente aí, que Ele se faz mais presente. É este o legado que Antônio Lucena nos deixa”.

Já para o Padre Francisco de Assis Tomaz, “ele foi um grande homem na expressão da fé e do carisma e deixa um legado muito grande para a Comunidade de São Pio X e para a nossa Diocese. Na ocasião da unção dos enfermos, eu senti nele, mesmo sem ele poder falar, a sua firmeza da esperança e força em Deus. Então muitos dos que recorreram a ele e a esta comunidade, tenho certeza que também puderam testemunhas esta fé que ele tinha”.

Após a missa, um cortejo fúnebre seguiu para o Cemitério Campo Santo Parque da Paz, onde o corpo de Antônio Lucena foi sepultado na presença de padres, amigos, familiares e membros da Comunidade de São Pio X.

Por: Thiago Marques/Assessoria de Comunicação Comunidade de São Pio X

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This