Mesa-redonda debate a Carta do Papa Francisco acerca do Dia Mundial dos Pobres

Programação da III Jornada Mundial dos Pobres contou nesta noite com a presença de Dom Limacedo, Bispo referencial para as Pastorais Sociais do Regional NE II da CNBB.

O andamento da III Jornada Mundial dos Pobres reservou na noite desta quarta-feira (13) uma mesa-redonda realizada no Teatro Municipal Severino Cabral, voltada para aprofundar a mensagem do Papa Francisco para o dia Mundial dos Pobres que traz como tema: ‘A Esperança do Pobre jamais se Frustrará’ Sl 9, 29.

O evento contou com a presença do Padres José Assis e Sérgio Leite, Dom Dulcênio Fontes de Matos e Dom Limacedo, Bispo Auxiliar de Olinda e Recife, ele que é referencial para as Pastorais Sociais do Regional NE II da CNBB. Além dos debatedores, estiveram presentes, demais Padres da Diocese, Diáconos, Seminaristas, e Leigos ligados às pastorais, grupos e movimentos.

A primeira fala proferida foi a do Bispo de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, que deu as boas vindas aos presentes e saudou seu irmão no Episcopado Dom Limacedo. Tecendo a sua alocução inicial, o Pastor da Igreja Diocesana citou a irmã Dulce como um grande exemplo de amor à pobreza e falou de dias marcantes que a Diocese tem vivenciado nessa Jornada dos Pobres.

“Esses últimos dias têm sido muito ricos para a nossa reflexão, que ao término dessa jornada, espero que nossas ações sejam mais concretas, e lembro o Papa o Francisco que diz: ‘o pobre não precisa apenas de um prato de sopa, precisa de nossas mãos para se reerguer e da nossa presença para superar a solidão, precisam simplesmente de amor'”. Disse Dom Dulcênio.

Em Seguida Padre Assis Soares, discursou e fez uma síntese a partir do Concílio Vaticano II, explicando que a igreja devotou atenção especial aos pobres, e ao fazer um aparato histórico de como a Igreja na América Latina ao longo dos anos se portou frente à essa problemática, explicou à temática como sendo uma das mais importantes.

“Me propus a uma contextualização da Igreja latina para com os pobres, a igreja que sempre se preocupou com essa causa. Ao longo desses anos com as conferências de Medelim, Puebla, Santo Domingos, até à Aparecida, essa marca da opção pelos pobres, sempre foi uma constante, como uma opção bíblica e evangélica na compreensão de um Deus que se fez pobre.” Explicou Padre Assis.

Já para o Bispo Auxiliar de Olinda e Recife, Dom Limacedo, olhar os pobres na atualidade é olhar os gestos humanos do Papa Francisco, e assim fazer uma releitura para com os desfavorecidos:

“Viver a opção pelos pobres, é viver o que Jesus viveu. Em seu método, Cristo procurou atender a todos, ele sempre teve zelo pelos excluídos, o que hoje chamamos de marginalizados, e é olhando para eles que contemplamos o rosto de cristo que clama a misericórdia.” Explicou o Bispo Referencial para as Pastorais Sociais do Regional NE II da CNBB.

A III Jornada Mundial dos Pobres prossegue neste quinta-feira (14) com um evento a ser realizado no Instituto São Vicente de Paulo às 19h30, lá haverá uma reflexão reunindo as Pastorais Sociais e a Juventude com a Presença de Dom Dulcênio, do Padre Rodolfo Lucena e do Bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos, ele que é o Bispo referencial para a juventude.

Confira o restante da programação

16/11 – Jubileu dos 35 anos da Pastoral da Criança e os 15 anos da Pastoral da Pessoa Idosa
Pela manhã a partir das 8h no Santuário da Divina Misericórdia, bairro dos Cuités.

17/11 – Celebração do Dia Mundial dos Pobres
Às 11h Santa Missa na Fazenda do Sol
Neste dia acontecerá Ação social em diversas paróquias na Diocese

Por: Ascom
Fotos: Carla Miranda

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This