Mês Missionário Extraordinário é encerrado na Diocese de Campina Grande

O Mês Missionário Extraordinário convocado pelo Papa Francisco, foi encerrado na Diocese de Campina Grande com uma Missa presidida pelo Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes de Matos noite desta quinta-feira (31). Reunindo Padres, Seminaristas, Religiosos, leigos das diversas expressões missionárias da Diocese e o povo de Deus, a Igreja Matriz da Sagrada Família ficou pequena para este momento que marcou a conclusão dos trabalhos empreendidos neste mês.

Com o tema ‘Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo’, a Diocese por meio de suas paróquias desenvolveu inúmeras ações missionárias, bem como, realizou encontros a nível diocesano, a saber, o do Terço dos Homens e a celebração do Dia Nacional da Juventude, o DNJ, tornando a Igreja Particular de Campina Grande, uma igreja em saída. E os caminhos da Missão apontaram à Paróquia Sagrada Família para esta ação de graças por tudo o que foi realizado em outubro.

Ancorado nos ensinamentos do Santo Padre, o Papa Francisco; O Bispo Diocesano ofereceu aos fiéis, uma homilia reflexiva voltada à missão. Dom Dulcênio primeiro refletiu sobre o testemunho de cada cristão como um sinal da missionaridade, em seguida chamou atenção para um estado permanente de missão.

“A Missão não se resume só no Mês Extraordinário, a Missão continua. O Senhor chama a todos”. Disse o Bispo. E parafraseando o Papa, prosseguiu dizendo: “O Senhor chama a todos, chama você, pai e mãe de família, você, jovem que sonha com grandes coisas; você que trabalha numa fábrica, numa loja, num banco, num restaurante; você que está sem emprego; O Senhor pede que você não viva passivamente a vida, mas que a entregue; que não tenha pena de si mesmo, mas deixe-se desafiar pelas lágrimas de quem sofre”. Transmitiu Dom Dulcênio.

Ao resumir os ensinamentos do Papa, o Bispo Diocesano enfatizou o pedido do Sumo Pontífice à sua Igreja, para que ela seja uma Igreja destemida e corajosa: “Coragem, o Senhor espera muito de você. Ele espera também que alguém tenha a coragem de partir, ir aonde falta esperança e dignidade, Coragem, irmãos e irmãs, coragem Igreja Mãe: reencontra a tua fecundidade na alegria da Missão”. Frisou o Bispo de Campina Grande.

Durante a Missa, a Cruz Missionária e a Bandeira com o símbolo deste Mês Extraordinário foram conduzidas em procissão por jovens da Paróquia e pela Infância e Adolescência Missionária da Diocese, em sinal de oferta e gratidão por todo o trabalho realizado. Ao final da celebração, Dom Dulcênio agradeceu ao empenho do Padre Francisco Tomaz por toda mobilização missionária. Após a Missa foi realizado um show de louvor com a cantora Livian Farias.

O Mês Missionário Extraordinário

Desde o mês de maio, que a Diocese de Campina Grande veio se preparando para vivenciar o Mês Missionário Extraordinário, a peregrinação da Cruz Missionária pelas Paróquias, o Congresso Missionário, foram nortes para este mês.

Segundo o Padre Francisco Tomaz, Coordenador da Comissão Missionária Diocesana, a COMIDI, estes momentos foram sinais da vivacidade missionária da Igreja Diocesana. O mês Missionário Extraordinário, proclamado pelo Papa Francisco, e abraçado pelo Bispo Diocesano, teve por objetivo despertar os fiéis para a Missão.

Por: Ascom
Fotos: Rafael Augusto

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This