Laudato Sí

O Papa Francisco publicou no último dia 18 sua Carta Encíclica, Laudato sí (Louvado Seja), sobre o cuidado da casa comum, isto é, do nosso Planeta Terra. O documento apresenta as preocupações da Igreja sobre ecologia e aponta um olhar integrador do homem e natureza, invocando o Patrono da Ecologia, São Francisco de Assis, que cantava: “Louvado seja, meu Senhor”, reconhecendo que todas as coisas são fruto do amor criador de Deus.

Se, por um lado, a natureza é maravilhosa e encanta a todos, ela é nossa casa comum; por outro, ela está sofrendo e sendo degradada pela quantidade de lixo e poluentes que o homem produz. Por isto o Papa adverte: “Es­quecemo-nos de que nós mesmos somos terra (cf. Gn 2, 7). O nosso corpo é constituído pelos elementos do planeta; o seu ar permite-nos respi­rar, e a sua água vivifica-nos e restaura-nos” (Laudato Sí, 2). A consciência de que os seres humanos são parte da Terra e que cuidar dela é cuidar da vida humana é fundamental para que mudemos de atitudes e comportamentos., que estão maltratando esta casa comum.

A encíclica chama atenção de todos sobre as urgentes questões ecológicas e convida a um respeitoso diálogo em busca de soluções. Propõe a conversão ecológica global, que exige mudanças profundas no modo de viver.

O Papa pede investimento em pesquisa e mais estudos “para se entender melhor o comportamento dos ecossistemas e analisar adequadamente as dife­rentes variáveis de impacto de qualquer modifi­cação importante do meio ambiente. Visto que todas as criaturas estão interligadas, deve ser re­conhecido com carinho e admiração o valor de cada uma, e todos nós, seres criados, precisamos uns dos outros” (Laudato Sí, 42).

A relação entre os países desenvolvidos e os em via de desenvolvimento foi expressamente destacada pelo Papa, que indica existência de mecanismos comerciais e de propriedade estruturalmente perversos. Interesses particulares e econômicos prevalecem sobre o bem comum e manipulam a informação para que seus projetos não sejam prejudicados.  O Papa Francisco, com esta Encíclica, está abrindo um importante diálogo com todos, chegando a afirmar que as soluções não chegam de um único modo de interpretar e transformar a realidade. Todos devem colocar seus dons, suas capacidades e talentos a serviço do bem.

Não deixe de ler esta Encíclica. O Papa tem um olhar sobre a realidade, mas sua ótica é de um religioso, profundamente comprometido com o bem da humanidade. É um presente do Santo Padre para você e para o mundo!

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Facebook

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This