Igreja e Sociedade

A Igreja tem muito haver com a Sociedade e esta tem muito haver com a Igreja. A razão é simples: os fiéis católicos participam da sociedade, dos seus anseios, das suas angústias e esperanças. O nosso é um país cristão com maioria católica. Neste contexto, é justo que haja um permanente diálogo entre o conjunto da Sociedade e a Igreja. Certamente este diálogo é realizado pelas pessoas de boa vontade e pelas instituições abertas à construção de um tempo novo de mútua colaboração.

O Papa Francisco tem pedido com insistência para que a Igreja vá às periferias existenciais para encontrar as pessoas nas suas lutas e com elas caminhar, dando-lhes esperança e mostrando que é este o jeito mais eficaz de construir solidariedade. A missão das pessoas que têm fé em Jesus Cristo é abraçar a realidade humana e enchê-la do vigor do bem, da verdade e da misericórdia. Isto é possível havendo aproximação da Igreja ao movimento da sociedade. Há tantos espaços comuns para onde os interesses convergem. Aí é possível sentar na mesma mesa e dar as mãos e trabalhar em vista dos objetivos da população.

A Igreja anuncia o Evangelho. O Evangelho impulsiona os crentes para o cumprimento da Palavra de Deus e mostra a verdade sobre o homem, sua dignidade e o modo de edificar um mundo reconciliado e pacificado. Isso tem incidência no todo da sociedade. Também os trabalhos sociais da Igreja são para toda a sociedade e não só para os fiéis católicos.

É verdade que nem todos aceitam tudo da Igreja e que a Igreja não aceita tudo da sociedade. O tempo presente é pluricultural. A diversidade de visão, pensamento e opções é enorme. É preciso, pois, aprender a conviver com o diferente, sem agressão, sem competição, mas com respeito e autonomia. O confronto de ideias e o debate de opiniões são benéficos. É uma riqueza! Quem souber desfrutar deste fluxo de opiniões em vista do melhor, do verdadeiro e justo vai somente enriquecer-se.

O diálogo entre sociedade e igreja proposto pela Campanha da Fraternidade deste ano é um caminho de fortalecimento da nação. Que os resultados sejam os desejados e os brasileiros beneficiados. As melhores experiências humanas são aquelas que unem, que somam, que edificam a consciência e o projeto comum.

Oxalá, que esta Campanha gere um clima de fraternidade e vontade de alcançar o bem do conjunto da sociedade brasileira e fomente o espírito de irmandade típico da nossa gente, abrindo horizontes de convivência respeitosa e fraterna.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Facebook

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This