Coordenação Diocesana da Pastoral Familiar emite orientações para a Semana Nacional da Família

A Igreja no Brasil celebra de 9 a 15 de agosto a Semana Nacional da Família, um evento que acontece desde 1992, com momentos de oração, formação e reflexão. Neste ano, a Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propôs como tema “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Josué 24, 15).

Em nossa Diocese, a Pastoral Familiar também se organiza para vivenciar este momento, e para tanto, a Coordenação Diocesana emitiu orientações às paróquias, para que possam bem vivê-las durante esta semana.

 

 

DIOCESE DE CAMPINA GRANDE COMISSÃO DIOCESANA DA PASTORAL FAMILIAR

a caridade é a virtude teologal pela qual amamos a Deus sobre todas as coisas, por si mesmo, e ao nosso próximo como a nós mesmos, por amor de Deus” (cf. 1822)

Reverendíssimos Padres e Coordenadores Paroquiais da Pastoral Familiar:

O momento em que estamos vivendo nos remete a uma profunda reflexão sobre a nossa conduta aqui na Terra, os nossos hábitos e a maneira de se relacionar com os mais próximos. Enquanto agentes de pastoral, seguimos nessa mesma reflexão e percebendo o quanto devemos cada vez mais agir conforme os ensinamentos de Cristo.

Estamos diante de uma realidade em que famílias estão sofrendo com a perda de parentes, com o desemprego e por consequência sentindo os efeitos econômicos. As mudanças de hábitos e de convivência nesse período de pandemia trouxe à tona uma série de problemas inclusive no seio familiar. De modo geral, essa é basicamente uma realidade que podemos observar em nosso bairro, em nossa comunidade e possivelmente em nossas famílias, algo que não devemos ser indiferentes. Isso nos faz lembrar o tema da Campanha da Fraternidade: Viu, sentiu compaixão e cuidou dele. (Lc 10, 33-34).

O momento nos faz lembrar também dos quatro pilares apresentados pelas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, em especial o pilar da caridade a ser vivido e evidenciado no decorrer desse ano. Como bem lembra o documento, a caridade é um amor desinteressado, um traço característico dos cristãos.

Sabendo que nesse momento cada paróquia está se organizando para vivenciar a Semana Nacional da Família que ocorrerá entre os dias 9 e 16 de agosto e considerando as orientações da Igreja através do Bispo Diocesano, Dom Dulcênio Fontes de Matos e do Assessor Eclesiástico da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar, Pe. Ediberto Lima, considerando também a última reunião da Comissão no dia 31 de julho, vimos através deste, expor algumas orientações finais e importantes para nortear as ações da pastoral na paróquia.

  1. Identificar na comunidade de sua paróquia irmãos e/ou famílias que estão passando por necessidades (financeira, desemprego, saúde, …);
  2. Promover uma campanha de doação de materiais conforme as necessidades acima identificadas;
  3. Envolver nessa campanha os movimentos, serviços e outras pastorais para que seja uma ação conjunta;

Pedimos por fim que conversem com os coordenadores e reforcem tais orientações no intuito de promoverem uma ação conjunta para se chegar aos mais necessitados.

Desejamos dessa forma que a Pastoral Familiar mantenha a sua programação, porém com o objetivo de transformar a Semana Nacional da Família numa Semana de Solidariedade, numa ação concreta de vivência da caridade, do cuidar, como disse o evangelista Lucas.

Campina Grande-PB, 01 de agosto de 2020.

Geovaneto e Juliana
Casal Diocesano da Pastoral Familiar

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This