Festa de Padroeiro: Paróquia Sagrada Família completa 20 anos e Dom Dulcênio participa da primeira noite

O ano era 1999, quando a então área Pastoral da Sagrada Família pertencente à Paróquia das Graças recebia de Dom Luís Gonzaga Fernandes a ereção canônica e se transformava em Paróquia. Passaram-se 20 anos de e para celebrar as duas décadas de missão, a Sagrada Família deu inicio nesta quinta-feira (26) a sua festa recebendo com alegria o Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes de Matos que presidiu a Santa Missa de abertura, concelebrada pelo Padre Francisco Tomaz, Administrador paroquial.

E para festejar este momento, as comunidades da Paróquia se reuniram em torno do Pastor Diocesano para louvar e agradecer a Deus por estes 20 anos de missão. Dom Dulcênio agradeceu a acolhida de todos e destacou que três razões para agradecerem a Deus por tal momento: Primeiro, a igreja celebrou neste dia 26, Santo Estevão, um dos sete Diáconos e considerado o primeiro Mártir da Igreja. Segundo, a oitava do Natal e, Terceiro a Sagrada Família; três motivos que tornavam a celebração deste dia especial.

Homilia do Bispo

Em sua homilia, o Bispo de Campina Grande começou fazendo referência à Oitava do Natal explicando aos fiéis o significado deste período na Liturgia da Igreja, como sendo um tempo especial de graças em que todos os fiéis podem vivenciar por mais dias. Em seguida fez menção ao dia de Santo Estevão, traduzindo seu martírio como uma mensagem clara: “Se o Mestre foi injustiçado por fazer o bem, quem somos nós para almejarmos outra coisa? Não temamos as adversidades, elas virão”! Refletiu o Pastor.

Prosseguindo sua homilia, Dom Dulcênio continuou a refletir sobre o seguimento e destemor de Santo Estevão, disse o Bispo: “O Martírio de Santo Estevão deve ser estímulo para todos os cristãos que desejam ser verdadeiramente testemunhas que atestam a fé que pregam, e pregam o que vive. Quem perseverá até o fim como Santo Estevão será salvo”.

Ademais, ao trazer este grande exemplo de seguimento, o santo mártir Estevão, o Bispo lembrou que todo o seguimento a Jesus Cristo implica numa vida feliz, mas também, numa vida de perseguições: “Não pretendas que a palavra de Deus que você prega, seja aceita sem dificuldades, e com boa vontade. Jesus encontrou resistência. Não desanime e lembre-se do mestre quando disse: ‘o discípulo não será mais que o Mestre, mas um discípulo perfeito será como o seu mestre’”. Concluiu.

A Festa da Sagrada Família segue até o dia 30 de dezembro e terão todas as noites Missas e atrações culturais com show musicais, quermesses, bingos e leilões. No encerramento acontecerá uma procissão saindo da comunidade São João Batista que fica no Conjunto Cinza, com destino à Matriz, a onde acontece a Missa com o Padre Romualdo, ele que foi o primeiro pároco da Paróquia.

Por: Ascom
Fotos: Rafael Augusto


 

 

 

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This