Dom Dulcênio volta a celebrar Missa com a presença dos fiéis

Após três meses de quarentena, a Igreja Particular de Campina Grande reabre as portas para Missa com a presença dos fiéis.

O Bispo Diocesano de Campina Grande, Dom Dulcênio Fontes de Matos, presidiu a Santa Missa do Lar, transmitida pela Rádio Caturité, na manhã deste domingo (21), na Catedral de Nossa Senhora da Conceição. O momento marcou o retorno gradativo dos fiéis, que após três meses, devido à pandemia,  voltaram a frequentar as celebrações. A Missa foi concelebrada pelo Vigário Geral da Diocese, Padre Luciano Guedes, assistida liturgicamente pelo Diácono Ricardo, com o apoio dos seminaristas.

A Diocese de Campina Grande adotou uma série de medidas de segurança, conforme orientação das autoridades sanitárias; para este primeiro momento de reabertura ao povo,  as igrejas receberão os fiéis em número reduzido a 30% da capacidade. Seguindo as orientações, todos os fiéis estiveram de máscaras e mantiveram a distância de um metro e meio, uns dos outros.

De forma calorosa e vibrante, o Bispo deu as boas vindas ao povo neste 12° domingo do Tempo Comum e com alegria expressou seu sentimento: “Neste Domingo em que muitos, como bons filhos, retornam ao convívio do Templo, abeirando-se à Mesa do Senhor, recebendo os seus frutos, acolho-os com a alegria de pai, que ansiava por vê-los, falar-lhes, cuidar-lhes o coração. Creio que, em Cristo, este é um tempo novo! Espero que os meses em que passaram longe dos divinos mistérios tenham-lhes provocado grande fome e sede de Deus… Sejam bem-vindos!”. Relatou.

A mensagem trazida em sua homilia, girou em torno da força e do encorajamento que Cristo passou aos seus discípulos: “A Liturgia da Palavra recorda a força que é Deus e daquilo que somos, fracos e necessitados Dele. Assim, diante do Senhor, nossa força, somos capazes de perceber que, muito mais do que um socorro que vem em auxílio da nossa debilidade, a proteção de Deus em nosso favor é uma manifestação fiel da Sua graça”. Refletiu.

No Evangelho deste domingo, Jesus repete por três vezes a expressão “Não tenhais medo!”, e conforme a explicação de Dom Dulcênio, a tríplice exortação de coragem é destinada a todos os cristãos que necessitam do seu amparo: “Ele nos conhece inteiramente, o Senhor sabe até onde vão as nossas capacidades humanas, e por isso, assiste-nos com sua Graça!”. Disse.

Sua mensagem final foi um brado de fortaleza e esperança àqueles que ainda não puderam se fazer presentes à Missa: “Não tenhais medo! Deus sabe, queridos filhos, do quanto queriam estar aqui. Mesmo na ausência física, a Igreja, como Mãe, vai ao seu encontro e quer ser próxima a vocês, porque sente a dor e o vazio que sentem. Coragem! Tudo passará! O Senhor é forte e venceu o mundo! Coragem! Não tenhais medo!”. Concluiu.

Com a reabertura, o número de missas nas paróquias e na Catedral, aumentaram, proporcionando aos fiéis, a escolha de um horário mais viável. O Padre Luciano lembrou que todos os cuidados devem ser tomados para evitar o contágio do coronavírus, bem como falou que para participar das Missas na Catedral, os fiéis devem agendar previamente com a Secretaria Paroquial (3321.3140). As Missas continuarão sendo transmitidas pelas redes sociais.

Por: Ascom
Fotos: Fabrício Santos

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Facebook

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This