Dom Dulcênio emite carta ao Clero de Campina Grande

Campina Grande, 05 de maio de 2020.

Amados Padres e Diáconos,

“Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim” (Jo 14,1). Com essas palavras do Senhor Jesus, dirijo-me a todos e a cada membro do nosso clero como sinal de proximidade espiritual neste momento sombrio que vivemos.

Já o fazia sempre, mas desde o dia 20 de março, quando nos distanciamos por causa das medidas de isolamento social, não há um só dia que não os traga em minhas lembranças e os apresente diante de Deus em minhas orações, especialmente em cada Santa Missa celebrada no silêncio de minha residência.

Lembro-me dos Padres e Diáconos mais idosos ou acometidos de doenças crônicas e que já estavam em acompanhamento médico; lembro dos que perderam entes queridos, familiares, amigos e fiéis, seja pela COVID-19 ou por qualquer outra causa; lembro dos que estão sozinhos ou mesmo acompanhados, mas sentindo a solidão própria deste momento; lembro dos que celebram a Eucaristia todos os dias em suas Igrejas vazias e distantes do povo de Deus; lembro dos mais jovens com seu entusiasmo missionário e que estão privados de tantas ações; lembro dos que têm dificuldades com os novos meios de comunicação para transmitir as celebrações, mas se preocupam por não conseguirem alcançar a todos; lembro dos que estão empenhados em socorrer os mais pobres; lembro dos que estão fora do país, longe do nosso presbitério e de suas famílias; lembro e rezo por todos…

Não podemos desanimar! “Somos oprimidos, mas não sucumbimos. Em penúria, mas não desesperamos. Perseguidos, mas não ficamos desamparados. Somos abatidos, mas não somos destruídos. […] Não desfalecemos. Ainda que exteriormente se desconjunte nosso homem exterior, nosso interior renova-se dia para dia. A nossa presente tribulação, momentânea e ligeira, nos proporciona um peso eterno de glória incomensurável” (ICo 4,8-9;16-17).

Este é um momento de fé! Uma oportunidade que a providência divina nos concede para rezar mais, estar próximo em oração de todos, especialmente os que mais estão sofrendo. A missão da Igreja se mostra muito clara esses dias: santificar a humanidade pela Eucaristia e ensinar aos homens e mulheres o caminho, a verdade e a vida, por meio das palavras, dos testemunhos e das obras.
Peço também a oração de todos por mim e sobre todos e suas intenções, concedo minha bênção de Pai e Pastor. Nossa Senhora da Conceição interceda por nosso clero e por toda Diocese de Campina Grande.

Dom Dulcênio Fontes de Matos
Bispo Diocesano

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This