Dom Dulcênio celebra Missa na Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Lagoa Seca

Dom Dulcênio na Missa da Assunção de Nossa Senhora: “Celebrar a Assunção de Nossa Senhora é contemplar os sinais da salvação de Deus na vida de Maria como prefiguração do que seremos: glorificados”.

O Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes de Matos celebrou a Missa da Solenidade da Assunção de Nossa Senhora neste domingo 16, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na cidade de Lagoa Seca, encerrando o Novenário da Padroeira. Concelebraram com o Bispo, os Padres Aparecido e Fabiano Melo.

Com transmissão feita pelas redes sociais da paróquia e diante de alguns fiéis que ocuparam os 30% de capacidade permitida, Dom Dulcênio refletiu sobre essa importante solenidade para a vida da igreja.

Na Homilia, o Bispo recordou que em Maria, os sinais de Deus são visíveis e contempláveis, tal como Isabel, que visitada pela Mãe de Deus, não hesitou em contemplá-lo com a Boa nova trazida por Maria. Além de contemplar, Isabel é alcançada pela misericórdia do Deus eterno.

“Isabel também contempla o sinal de Deus, Maria, que vem ao seu encontro, como significado de salvação. Interessante notar que Isabel se sente indigna de tal contemplação. E, assim, ela nos representa porque, indignos de contemplar os sinais de Deus, de sermos redimidos, diante deste mistério, louvamos, incontidamente, a Deus por ter-nos visitado com o Seu amor encarnado no seio da Virgem Santa Maria; um amor redentor. E, como João Batista, estremecemos, pulamos de alegria”. Ensinou o Bispo.

A seguir, Dom Dulcênio falou que Nossa Senhora é o sinal de Deus para os homens, sinal expresso nas maravilhas de Maria, bem como, na Igreja que revela e anuncia a realidade da glória celeste:

“Como filhos e membros desta Igreja, na Virgem Maria, a primeira dentre os remidos, vemos os sinais de nossa própria vocação, segundo a fidelidade de Deus “pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor”. Comentou.

E concluindo sua homilia, o Bispo apontou o caminho do Reino dos Céus: “Por isso, festivamente, com o cântico de uma vida santa, caminhemos para entrar no palácio real onde já nos esperam o majestoso Senhor e a Sua Mãe, que, revestida das mais exuberantes virtudes, do vestíbulo real, aproxima-se de Deus para interceder em nosso favor, para a nossa vida e salvação”. Encerrou.

Por: Ascom
Fotos: Pascom de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This