Campanha da Fraternidade e Tráfico Humano

A Igreja do Brasil realiza nesse tempo da Quaresma a Campanha da Fraternidade. O tema é: “Fraternidade e Tráfico Humano”. Surpreende-nos que nesses tempos de tanto desenvolvimento e avanços civilizatórios persistam crimes contra a dignidade do ser humano como o tráfico de pessoas e sua exploração. Os dados das Nações Unidas indicam que passam de 2 milhões de pessoas traficadas em todo o mundo. O Brasil sofre também com a prática deste crime, principalmente meninas, adolescentes e jovens que são submetidos a situações degradantes de prostituição, tráfico de drogas, comércio de órgãos e trabalho forçado.

A Igreja vem alertar o país e denunciar estes crimes que ferem a dignidade das pessoas. A simples constatação destes fatos nos causa indignação e precisamos manifestar o nosso repúdio. Ações concretas precisam ser feitas urgentemente para evitar que nossos semelhantes sofram estas
práticas abomináveis.

Sabe-se que o tráfico humano acontece por causa do dinheiro. São pessoas ávidas de dinheiro, gananciosas, que fazem organizações criminosas
para explorar o ser humano fragilizado por tantas circunstâncias.

O lema é tirado da Carta de São Paulo aos Gálatas (5,1): “É para a liberdade que Cristo vos libertou”. O dom de Jesus para todo ser humano
deve ser respeitado. Ninguém tem o direito de tirar a liberdade do outro. Fazê-lo é crime. As leis internacionais e nacionais condenam esta prática nefasta.

Nesta Quaresma, vamos refletir sobre esta realidade e dar o nosso grito de alerta e nos nossos ambientes trabalhar para evitar este grande mal contra a humanidade. Rezemos e façamos sacríficos para tornar o nosso mundo mais justo e fraterno.

*Bispo Diocesano de Campina Grande – PB.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Facebook

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This