A Festa de Nossa Senhora do Bom Conselho em Esperança atrai multidão

A Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho da cidade de Esperança, celebrou ao longo de 10 dias uma intensa programação em honra à sua padroeira, Missas, Novenários todas às noites, peregrinação da Imagem de Nossa Senhora, procissão e festival de prêmios. Durante esses dias, Padres e Bispos rezaram o novenário tornando a festa mais bonita e participativa.

No Encerramento realizado neste dia 12, o Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes de Matos, presidiu a Santa Missa na Igreja Matriz que reuniu uma multidão, concelebraram com o Bispo os Padres da Paróquia, Evanilson, João de Deus, Arimateia Júnior e o Padre Adriano André, filho da cidade de Esperança, mas residente na Diocese de Eunápolis no estado da Bahia, onde exerce seu sacerdócio.

Na Celebração do Batismo do Senhor, Dom Dulcênio lembrou à riqueza desta festa do Batismo que marca o início da vida pública de Nosso Senhor, e nisso mencionou as teofanias, sendo elas: o Natal, a Epifania e o sinal nas Bodas de Caná. Falou também sobre a Festa de Nossa Senhora do Bom Conselho.

Homilia

Acerca da Festa do Batismo, o Bispo falou sobre a Justiça divina revelada em Cristo que se dá a partir da vida pública do Senhor, relatada no episódio do Batismo de Jesus, e citando Santo Hipólito que ao falar sobre o Batismo do Nosso Senhor, disse ser um fato admirável, o Batismo de Cristo:

“Jesus veio até João e foi batizado por ele. Ó fato realmente admirável! A torrente infinita que alegra a cidade de Deus é lavada por um pouco d’água. A fonte inesgotável e perene que gera a vida para todos os homens é coberta por um pequeno e passageiro curso d’água. Aquele que está presente sempre e em toda parte, que é incompreensível aos anjos e invisível aos homens, vem receber o batismo por sua própria vontade” (Do Sermão sobre a Santa Teofania)”. Citou o Bispo.

E continuando sua homilia, o Bispo explicou que a justiça de Deus não parou nas águas do Rio Jordão, mas prossegue pela graça sacramental da Igreja: “chega aos nossos dias pela ação sacramental da Igreja, validada pelo único Sacrifício de Cristo na Cruz, e que se atualiza na vida dos cristãos. Assim, quando fomos batizados, a justiça de Deus aconteceu e continua a se renovar como participação nossa na vida da graça divina; Há um só Batismo e uma só fé, eivados com a nossa única pertença porque somos batizados em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, único Deus”. Ensinou Dom Dulcênio.

A Festa de Nossa Senhora do Bom Conselho

Ao final da sua homilia, o Bispo Diocesano enfatizou os festejos alusivos à Senhora do Bom Conselho, enaltecendo o título da Padroeira: “É um dos títulos mais significativos com o qual enlevamos a Virgem Beatíssima. Com o seu modelo, com os seus gestos, com a sua fé, com o seu silêncio de pôr-se na vontade de Deus, ela muito nos tem a ensinar, a aconselhar”. disse Dom Dulcênio.

Suplicando à Virgem do Bom Conselho, o Bispo desejou: “Assim, como graça primordial desta Festa, peçamos-lhe que vivamos bem o nosso Batismo, nas alegrias e nas dificuldades, sempre realizando a justiça de Deus em nossa vida, como fez a Sua e nossa Mãe querida. Amém.”

Procissão e Show

Ao final da Missa, uma linda procissão foi realizada pelas ruas da cidade de Esperança, onde numerosa multidão de fiéis expressaram um gesto de louvor e devoção à Mãe do Bom Conselho. E para encerrar os festejos, o Padre Nilson Nunes, da Arquidiocese da Paraíba, realizou o show da luz.

Por: Ascom
Fotos:Rodolpho Raphael

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This