14º Domingo do Tempo Comum: Vinde a mim todos vós que estais cansados

“Jesus quer dizer-nos, que o jugo que ele traz consigo não é pesado, é leve, é suave.”. Disse o Vigário Geral da Diocese de Campina Grande, o Padre Luciano Guedes, na Missa do XIV Domingo do Tempo Comum.

A Missa do Lar deste domingo (05) na Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Conceição foi presidida pelo Vigário Geral da Diocese, o Padre Luciano Guedes, que em sua mensagem refletiu sobre as circunstâncias adversas e cansativas que desgastam a humanidade. A Missa contou com o apoio litúrgico do Diácono Ricardo Soares, recebeu uma boa participação dos fiéis, dentro do limite previsto dos 30%, e foi transmitida pela rádio Caturité e pelas redes sociais da Paróquia da Catedral e da Diocese.

Em sua Pregação, Padre Luciano destacou que os fardos da vida ganham sentido quando enfrentados à luz de Cristo; aludiu também que as palavras do evangelho deste domingo são sinais de consolo da parte de Deus para com todos:

“O cansaço e a fadiga chegou para tanta gente ou se acrescentou, não existe vida humana que não tenha a sua dor; a angustia do isolamento social, o desemprego, quantas coisas poderíamos enumerar? Tudo isso traduz o cansaço e a fadiga. O Evangelho nos consola com essa palavra de luz, nos dando uma direção, o próprio Jesus nos diz: Vinde a mim.”

Aprofundando a sua homilia, o Vigário Geral explicou do ponto de vista histórico, que no tempo de Jesus, o jugo que Jesus se referiu no Evangelho se tratava de uma peça colocada sobre o pescoço de um animal que puxava carroças; a função da peça, era trazer estabilidade e equilíbrio ao animal. Nesse sentido, explicou as palavras de Jesus:

“Jesus traz essa imagem para nós e noutras palavras, Ele quer dizer-nos que o jugo que ele traz consigo não é pesado, é leve, é suave. É na batalha diária que encontramos a companhia de Jesus, ele oferece a nós a sua amizade, a sua presença, o seu consolo”. Explicou.

O Evangelho desta liturgia do 14º Domingo do Tempo comum começa com um louvor de Jesus que, louva ao Pai por revelar as coisas aos pequenos. O Padre Luciano traduziu esta mensagem dizendo que os pequeninos são aqueles que fazem a vontade de Deus, aqueles que convertem seu viver para Deus.

“Peçamos a Deus, que nossa vida seja contada entre os pequeninos; peçamos continuamente as graças que Jesus concede a quem precisa dele. O cansaço só têm sentido e valor, quando colocamos à frente o Filho de Deus, o Senhor dos Senhores, o sábio por excelência, o Salvador da humanidade. Em Jesus, não somos peregrinos de um caminho desconhecido, mas sim de um caminho revelado por Deus. Rezemos para que o nosso fardo seja um proveito para eu me santificar, para ser luz na vida das pessoas que tanto precisam”. Concluiu o Vigário Geral.

Por: Ascom
Fotos: Rafael Augusto

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!

Share This