Plano Pastoral Diocesano

PLANO PASTORAL DIOCESANO – QUADRIÊNIO 2016-2019

OBJETIVO GERAL(CNBB)
Evangelizar, a partir de Jesus Cristo, na força do Espirito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida, rumo ao Reino definitivo.

PRIORIDADES PARA A AÇÃO PASTORAL, DIOCESANA PARA O PRÓXIMO QUADRIÊNIO.

2016 – CARIDADE

“Não fiqueis devendo nada a ninguém, a não ser o amor mútuo-pois quem ama ao próximo está cumprindo a Lei.
O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto o amor é o cumprimento perfeito da Lei” (Rm 13, 8. 10)

“Esta dimensão da Igreja não é nem paralela e nem acessória, mas faz parte da missão evangelizadora em si, pois constitui-se um meio evangelizador e estratégico de diálogo privilegiado com a sociedade.” (Papa Francisco)

Objetivo:
Tornar presente a Caridade em todos os âmbitos pastorais, promovendo, cuidando e defendendo a vida em suas dimensões e expressões como parte integrante da ação profética e misericordiosa da Igreja diocesana.

Metas:
1. Articular as ações sociais em vista de uma pastoral orgânica, estruturada e integrada em toda a diocese;
2. Tornar mais conhecido o que tem sido feito na área social, identificando/mapeando as ações desenvolvidas/organizadas nas paróquias, foranias e diocese;
3. Realizar, em cada forania, momentos de espiritualidade com agentes e animadores
pastorais para aprofundar a dimensão da caridade em todos os âmbitos;
4. Desenvolver mecanismos de promoção do diálogo entre Igreja e Sociedade
(organizações, instituições, movimentos, empresas, etc.);
5. Desenvolver ações voltadas para “as obras de misericórdia corporal e espiritual”,
acolhendo as novas formas de periferias e carências existenciais;

2017 – FAMÍLIA

“Toda Escritura é inspirada por Deus
E é útil para ensinar, para argumentar, para corrigir, para educar conforme a justiça”. (2Tm 3,16)

“Um olhar especial merece a família, patrimônio da humanidade, lugar e escola de comunhão, primeiro espaço para a iniciação à vida cristã das crianças, no seio da qual, os pais são os primeiros catequistas.” (DGAE, 111)

Objetivo:
Promover, à luz do Evangelho, a dignidade da família e dos indivíduos que a constituem a partir da realidade em que estão levando-lhes o conhecimento da pessoa e da mensagem de Jesus Cristo.

Metas:
1. Promover momentos formativos para agentes de pastoral em nível de diocese, forania e paróquia;
2. Promover anualmente o encontro das famílias, fortalecendo a Semana
Nacional da Família nas foranias;
3. Revitalizar os momentos celebrativos nas famílias (ex. novenas nas famílias);
4. Promover encontros anuais com casais de segunda união;
5. Fortalecer e/ou implantar a Pastoral da Família

2018- JUVENTUDE

Senhor a quem iremos? Tu tens palavra de vida eterna e nós cremos e reconhecemos que tu és o Filho de Deus. (Jo, 6,68)

“A pastoral juvenil, tal como estávamos habituados a desenvolvê-la, sofreu o impacto das mudanças sociais. Nas estruturas ordinárias, os jovens habitualmente não encontram respostas para as suas preocupações, necessidades, problemas e feridas. A nós, adultos, custa-nos ouvi-los com paciência, compreender as suas preocupações ou as suas reivindicações, e aprender a falar-lhes na linguagem que eles entendem. ( Alegria do Evangelho 105)

Objetivo:
Escutar e acompanhar os jovens a fim de despertar o protagonismo de sua ação evangelizadora na sociedade e na Igreja.

Metas:
1. Encontro de capacitação de líderes;
2. Fórum da juventude, para ESCUTAR os jovens;
3. Criar espaços de estudo da Palavra de Deus nas expressões juvenis;
4. Promover semanas culturais e missionárias da juventude;
5. Fortalecer e promover as expressões juvenis já existentes, melhorando a articulação do Setor Diocesano de Juventude.

2019 – ACOLHIDA E COMUNICAÇÃO

“Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda criatura!” (Mc 16,15)

Na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, o papa Francisco afirma que “naquele Ide de Jesus, estão presentes os cenários e os desafios sempre novos da missão evangelizadora da Igreja”. A Pascom deve ser vista como uma importante pastoral da Igreja e não como uma assessoria de imprensa. (CNBB Doc 99)

Objetivo:
A partir da compreensão da mística do acolhimento, própria a experiência cristã, assumir o serviço de acolhida e comunicação que seja refletido em toda a ação evangelizadora da Igreja, promovendo a pastoral de conjunto e abrindo-a para as realidades do mundo de hoje.

Metas:
1. Reestruturar os conselhos paroquiais em vista da melhoria da comunicação interna
2. Rever a festa do padroeiro como espaço estratégico de acolhida
3. Desenvolver a ação missionária para ir ao encontro dos afastados, seguindo a
Exortação Apostólica Alegria do Evangelho, que propõe uma Igreja em saída.
4. Promover a inclusão e a acessibilidade, focando as pessoas com necessidades especiais, e estrangeiros.
5.Criação de novos espaços físicos e pastorais que favoreçam o acolhimentos às famílias, como fraldários, paraliturgia.

 

Facebook

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.



You have Successfully Subscribed!